3. Psicografia - Conversas de Além-Túmulo

    O médium M.L.A., do Grupo de Jumet-Gohyssart (Bélgica), estando no estado de sonambulismo, e sob a influência do Espírito de Allan Kardec, pronunciou o seguinte discurso, do qual extraímos o seguinte trecho para “Vida de Além-Túmulo”, de 15 de novembro passado:
“As religiões, em lugar de progredir na espiritualidade, se materializaram mais e mais. Elas são colocadas ao serviço daqueles que possuem bens terrestres. Elas não têm medo de solicitar as honrarias e as riquezas, malgrado à máxima de Jesus, que diz a seus discípulos: ‘Guardem-se de acumular os tesouros, mas que procurem constituir tesouro no reino de Deus’. Por isso, um grande número daqueles fiéis tornou-se indiferente, e, outros, absolutamente incrédulos. Como consequência disso temos a supremacia da doutrina materialista.
    Mas um dia, graças à benevolência de Deus, então, por alegria, eis que os Espíritos se manifestaram brutamente aos humanos, e a doutrina espírita fez a sua aparição no mundo, para travar a marcha da perversidade. É o Espiritismo, tão desacreditado e desconsiderado que, no entanto, somente estará na condição de endireitar e regenerar a humanidade para conduzi-la, não para uma nova superstição, à imoralidade, nem tampouco às lágrimas, mas à ciência, à virtude e à joia da paz religiosa: pois o conhecimento da verdade conduzirá infalivelmente à unidade religiosa.
    Se os ministros de diversas religiões têm dado maus exemplos, é este o ponto: é a única razão para concluir que eles não têm uma dimensão de Deus, nem da existência do além-túmulo.
    O orgulho e a cupidez dos maus pastores não podem diminuir a justiça, o poder e a grandeza do Ser supremo.
    Jesus não nos advertiu que não preparou a paz, mas a divisão? Não disse também que se elevarão os falsos profetas entre seus discípulos? A experiência histórica deve nos fazer compreender essas verídicas afirmações.
    Mas aqui está o Espírito da Verdade, de quem a vinda estava predita por Jesus, e que se fez entender aos homens pela voz do Espiritismo, por colocar um freio à paixão e aos vícios; ensinando-nos que não há somente um meio para chegar à felicidade, mas alguns mais, como a bondade, a justiça e a fraternidade.     A ciência espiritual provará que superará bastante a ciência material. Ela será a ferramenta que curvará a fronte dos sábios, que deverão confessar, um dia, com humilhação e pesar, sua ignorância e a sua culpável indiferença para com os fenômenos e manifestações dos Espíritos, dos quais eles têm tanto a aprender.
    Aos quatro cantos do mundo a trombeta soou: ela se fez ouvir pelos homens com o chamamento, que é: ‘Homem! Aprenda, então, que teu amor é imortal, que o progresso é infinito, que a felicidade é o prêmio dos teus esforços no bem e que, assim, pelo estudo e pela caridade, tua ascensão será rápida através do amor encarnado, Deus, nosso bom Pai celeste.’
    Honrados aqueles que responderem a esse chamado do Espírito da Verdade; honrados aqueles que, nesta vida, procurarem a luz, mas, sobretudo, que se elevem no amor da verdade. A verdade divina que vem a vocês deve se refletir nas suas palavras e nas suas ações, pois aqueles que sabem o que é justo e o bem e que, no entanto, fazem o mal, aquele que saiu das trevas, aquele que viu a luz e que não a ensinou a seus irmãos, é semelhante ao avarento que retém seu dinheiro sem o fazer frutificar. O conhecimento das verdades espirituais não é o maior dos tesouros? O bem de que vocês forem autores e os ensinamentos espirituais que vocês semearem serão os mais úteis tesouros que vocês poderão acumular para lhes servir no mundo dos Espíritos.
    Então, a fim de que a humanidade progrida para um trabalho incessante na ciência material, saibam, vocês, os espíritas, que a humanidade deva progredir na ciência espiritual e, enquanto isso, que seja pelo estudo e pela a virtude, pois que assim, mostrando o bom exemplo, vocês enfraqueceram os mais céticos incrédulos, e eles decidirão aceitar aquilo que antes era desconsiderado.
    Estudem os problemas da vida material, a fim de melhor inteirar-se completamente das misérias e dos sofrimentos que existem ao redor de vocês; assim saberão conhecer a causa. Peguem uma parte muito forte da sorte infeliz de seus irmãos e compadeçam-se de suas dores. Ajudem-lhes o mais possível e, do mesmo modo, não desencorajem a si mesmos. Porque, apesar de sua fé e de seu desejo do bem fazer, vocês são presas dos sofrimentos e das contrariedades; portanto saibam afirmar que se vocês sofrem, terão mérito, ou melhor, que esse estado é necessário para o seu progresso, pois todo efeito tem uma causa, e o sofrimento tem, por objetivo, o de purificar a alma.
    Saibam bem que quanto mais vocês melhorarem sua vida moral, mais o fardo dos sofrimentos será aliviado, mais rapidamente as penas desaparecerão.
    Descartem de vocês tudo aquilo que possa retardar o seu progresso espiritual; afastem de vocês o orgulho, a ambição e, principalmente, o egoísmo, essa chaga de sua humanidade, e esforcem-se para imitar a humildade de Jesus.
    Oh! Como é meigo quem compreende essas coisas e tem o sentimento de colocá-las em prática!
Não se preocupem com de que forma vocês deverão tratar os tolos, pois aqueles que lhes insultarem assim não lhes compreendem, estão a gritar; sendo assim, os perdoem e continuem todos os dias, com maior coragem, sua obra de regeneração.
    Lembrem-se: nessas mesmas circunstâncias os grandes gênios, os mais ardentes amigos dos pobres, foram tratados como loucos e feitos de mártires.
    Felizes, portanto, serão aqueles que, conhecendo a grandeza do Espiritismo, terão a coragem de se deixar tratar como tolos, pois essa loucura é aquela que conduz à verdadeira saga e à felicidade na vida espiritual.
    Eu sou o Espirito de Allan Kardec”.

Médium J.D.
Tradução livre do COMUNICADO, recebido na sessão mediúnica no em Paris, publicado no “Le Progrès Spirite”, “Órgane de Propagande de la Doctrine Spirite, fundeé par Allan Kardec, cujo editor chefe é A. Laurent de Faget, na edição de número 1, datada de Janeiro de 1900, no 6”. ano de edição. Conforme original.